Domaine du Coulet

Domaine du Coulet Matthieu Barret Cotes du Rhone Cornas vinho tinto

De acordo com Matthieu Barret, a planta é mais feliz em um ambiente selvagem do que em um deserto composto apenas de vinhas. Essa diversidade traz uma identidade distinta para suas uvas; quando o bioma da vinha é tratado com respeito, diz ele, esse equilíbrio é mais fácil de manter. O desejo de revelar vinhos com identidade é a espinha dorsal de tudo o que produz.


Matthieu Barret nasceu em Aix-en-Provence em 1975 e estudou viticultura em Beaune. Ele é da 7ª geração de vinificultures, juntando-se ao seu avô em Cornas em 1997. Em Beaune, Barret descobriu sua tendência à viticultura orgânica e a ecossistemas vivos. Começando com a primeira safra em 2000, Matthieu trabalhou principalmente na vinhedo, aplicando sua mão com a viticultura orgânica. Não contente com seu resultado final, em 2006 ele decidiu mudar radicalmente seu processo de vinificação usando menos barris e substituindo-os por tanques de concreto (ovos) e terracota. Sua evolução contínua e busca de pureza e expressão continuam a dominar sua vinícola.

Em 2012, ele parou de usar máquinas em Cornas e substituiu-as por mulas, cavalos e trabalho manual. A biodiversidade é a principal preocupação do desenvolvimento das colinas. A criação de pontos de água, bancos selvagens e respeito pelas árvores existentes são os pilares dessa abordagem.

Localizado inteiramente na cidade de Cornas em Ardèche, à 15 km ao sul do vinhedo de Hermitage. Matthieu possui 11 ha em Cornas incluindo o seu monopólio "Vallée du Coulet" na parte mais ao norte dessa AOC, mais famosa por seu grau íngreme e sua exposição ao Mistral. O Mistral é uma famosa corrente de vento que sopra de Lyon e termina em Provence que mantém esta vinha seca, mesmo em épocas de chuva. Em 2018, possuía 18 ha de vinhas plantadas nas encostas dominadas por granito em Cornas e argilo-calcário para a AOC Côtes du Rhône.

Domaine du Coulet Matthieu Barret Cotes du Rhone Cornas vinho tinto

Buscar