Domaine Gramenon

Domaine-Gramenon-vinho-tinto-biodinamico-rhone

Gramenon é certamente um dos domaines mais apaixonantes do Vale do Rhône pois a receita convencional dá lugar ao bom senso, à vida , à observação e à Biodinâmica. Para Michèle Aubéry as regras são claras: não existem bons vinhos sem belas uvas, e não existem belas uvas sem um trabalho enorme e preciso nas vinhas. Beber esses vinhos faz parte da educação primordial dos apreciadores de vinhos orgânicos e naturais! Michèle e seu marido chegaram em Montbrison-sur-Lez em 1978, instalaram-se em uma casa de 1830 rodeada por 13 ha de vinhas...porém sem instalações de cave, o que não pareceu ser um problema para o casal que se virou para vinificar a primeira vindima em 1979.

Quarenta anos depois, Mme Gramenon (também como é conhecida Michèle) ainda está no mesmo lugar, infelizmente, sem seu marido que faleceu precocemente, mas com seu filho e cúmplice Maxime-François. Em uma geografia bastante árida cujo pano de fundo é a montanha de la Lance com seus 1338 metros de altitude, Gramenon está em um platô a 350m e se estende, em volta da casa de ares florentinos, por 16,5 ha de vinhas plantadas em solos de areia e argila, também por 4,5 ha em Valréas e, a alguns quilômetros dali, por mais 4,5 ha na AOC Vinsobres.

Tintos são os vinhos que dominam a produção do domaine, feitos a partir de Grenache, Syrah, Cinsault e um pouco de Carignan. Já os brancos se fazem a partir de Viogner, Clairette e Bourboulenc (plantado recentemente). As vinhas do domaine contam história...não há como não se emocionar ao sorver um gole da cuvée La Mémé, feita de plantas de Grenache de 120 anos!  A energia e o vigor nos vinhos são uma marca registrada Gramenon! Só entenderá aquele que beber de seus sucos vívidos e seivosos.

Domaine-Gramenon-vinho-tinto-biodinamico-rhone

Buscar