Château du Champ des Treilles

Boredeaux-vinho-chateau-champ-des-treilles

O produtor Jean-Michel Comme tem um caminho louvável na história de Bordeaux. Na contramão das práticas convencionais tão comuns na região, Jean-Michel foi o responsável pela conversão de um Grand Cru Classé de 1855, o célebre Château Pontet-Canet, em biodinâmico em 2005 (certificado em 2010). Disruptivo, lançou uma tendência à frente de seu tempo e ainda pouco seguida pelos vizinhos, por todos os riscos enfrentados ao se investir nessa filosofia.

Paralelamente aos 31 anos passados no Château Pontet-Canet, sua menina dos olhos encontra-se no outro extremo de Bordeaux, a pequena propriedade de Champ des Treilles, no vilarejo Margueron. Ao lado de sua esposa Corinne, Jean-Michel assume os vinhedos da família em 1998, na época com 5 hectares. Desde então foram muitas viagens ida e volta de Pauillac (onde moravam) para se dedicar ao trabalho nas vinhas, todos os finais de semana. Champ des Treilles era seu jardim para os primeiros testes dentro dos princípios da biodinâmica, mais tarde replicados no Château Pontet-Canet.

 

Gradualmente foram expandindo até os 10 hectares de hoje, trabalhando com 7 castas em alta densidade (10.000 plantas / hectare), prática comum entre os Grand Crus, porém visando sempre o baixo rendimento. O objetivo do casal é vinificar cuvées que traduzem fielmente o terroir, intervindo apenas como um apoio às vinhas, conduzindo-as na melhor direção, “como os pais ajudam seus filhos” – nas palavras de Corinne e Jean-Michel.

 

Ao exemplo do Champ des Treilles, temos o privilégio de vivenciar um rico e raríssimo intercâmbio entre o lado tradicional e aristocrático de Bordeaux e uma nova visão que evidencia a voz da natureza. Que sirvam de inspiração a outros produtores desta região tão histórica!

Chateau champ des treilles vinho Brodeaux

Buscar