Fale conosco e tire todas suas duvidas

Fale conosco no Whatsapp

Regiões

Loire
Loire

Não é a toa que a região da Loire é considerada patrimônio mundial pela Unesco e o 4º destino mais visitado na França. Sua beleza natural é de tirar o fôlego e seus fabulosos châteaux são verdadeiras obras de arte criadas pelo homem. Para completar, o Loire é um daqueles poucos lugares especiais que produzem diferentes estilos de vinho sem perder classe e qualidade. O Val de Loire corresponde à região entre Nantes e Orléans.

Como inúmeras regiões viticultoras francesas, foi a passagem dos romanos que deu nascimento aos vinhedos, cujos os primeiros do Pays Nantais (extremo oeste do Loire) foram plantados há mais de 2000 anos. E nos séculos seguintes, foram os monges que deixaram sua marca na história ao se encarregarem do mapeamento das melhores parcelas de terra para o cultivo de uvas e da popularização da cultura do vinho, utilizando o rio para o transporte fora do país pelo fácil acesso às rotas internacionais.

Regi�o
Regi�o
Tanto o clima como o solo variam devido à sua grande extensão. o clima continental na sua porção leste vizinha à Borgonha, no centro do país, varia até o clima marítimo com correntes quentes do Atlântico na sua parte oeste, na região de Nantes, próximo à foz do rio. Quanto ao solo, no oeste apresenta granito, gnaisse (rocha feldspática laminada), xisto e rocha vulcânica. Mais ao centro surge tufo (calcáreo poroso), pederneira (pedra muito dura), xisto, mica e pedra calcária. No extremo leste, há cascalho, marga (calcário argiloso) e pedra calcária.

  1. La Part du Colibri - Muscadet, 2018

    Vincent Caillé é apaixonado por Muscadet. Ele faz a sua "parte do beija flor" com esse melon de bourgogne jovem, que no nariz apresenta notas de frutas brancas, maçã e na boca é amplo e possui muita mineralidade. Um vinho deliciosamente diferente!
    R$112,00
  2. Corbeau Blanc - Gros Plants, 2018

    Corbeau Blanc (corvo branco) nasceu após a geada destruir cerca de 80% entre 2016 e 2017 das vinhas de Folle Blanche. Vincent Caillé pediu a alguns amigos para criar este novo cuvée, vinificado em sua adega, a fim de oferecê-lo a seus mais fiéis clientes.
    R$112,00
  3. La Part du Colibri - Abouriou, 2018

    Vincent Caillé faz "sua parte do beija-flor" com esse Abouriou, que é um corte originário da região Sudoeste da França. Ele possui uma cor vermelho rubi, com notas de frutas como cerejas e groselhas, chocolate e pimenta, com taninos finos e bem integrados. Com bela mineralidade e boa acidez, é um vinho rústico “alegre e simpático”!
    R$122,00
  4. La Part du Colibri - Côt, 2018

    A uva Côt é como é chamada a Malbec no Loire. Vincent Caillé produz esse malbec de coloração de vermelho rubi, com notas de frutas escuras, de violeta, de alcaçuz. É ao mesmo tempo delicado e levemente estruturado, com taninos pouco presentes proporcionando um final de boca sedoso. Um vinho muito gourmet e um malbec diferente de todos os outros!
    R$122,00

    Sem estoque

  5. Mouton Noir, 2018

    O Mouton Noir nasceu após a geada e mildio dizimar quase 80% dos da safra de Melon de Bourgogne na região. Como Vincent Caillé é apaixonado por Muscadet ele pediu aos amigos viticultores para criar esta cuvée como um projeto de parceria vinificado em sua adegas, a fim de poder oferecer a seus clientes mais especiais.
    R$127,00
  6. Je t'aime mais j'ai soif, 2019

    Esse vinho tem uma linda cor amarela esverdeada. É vibrante e fresco, com notas de maçãs verdes, frutas cítricas e especiarias. Na boca é redondo, amplo e generoso, com grande mineralidade e bela acidez. Esse é o Je t'aime mais j'ai soif que se traduz "Eu te amo, mas tenho sede"! Uma brincadeira com o nome do vinho que retrata bem o espírito alegre que cada garrafa contém, um vinho fresco, leve e delicioso de beber!
    R$127,00
  7. Trinqu'Âmes, 2019

    Neste vinho a família Delecheneau, busca o frescor e a juventude. Trinqu'mes é uma iguaria. um vinho sem complicação, apenas o simples prazer da fruta madura! Um vinho de sede!
    R$145,00
  8. Fief Seigneur, 2018

    Este cuvée é o resultado de um processo voluntário em um grupo informal de enólogos da região de Nantes "Les Affranchis" (Os libertos). A busca pela qualidade é o foco do grupo, respeitando a cultura orgânica e biodinâmica. Expressando seu terroir, o Fief Seigneur mostra notas de frutas brancas e belo equilíbrio de sua mineralidade. Um melon de bourgogne fresco e delicioso! “Para fazer um ótimo vinho, você precisa de um certo tipo de filosofia e você precisa ser um sonhador"
    R$146,00
  9. X-Bulles

    Esse espumante elaborado pelo método ancestral: o próprio açúcar da uva produz a fermentação em uma única vez na garrafa produzindo uma espuma final e um coloração casca de cebola. Possui um aroma elegante de framboesa fresca e muito refrescância. Um vinho leve e divertido para qualquer momento!
    R$150,00
  10. Ad Libitum, 2018

    A família La Grange Tiphaine faz todos os esforços para realizar um trabalho meticuloso na vinha a cada safra, pois consideram essa a única maneira de obter uvas capazes de revelar verdadeiramente o terroir. A propriedade é cultivada de maneira biodinâmica certificada DEMETER e ECOCERT com personalidade, precisão e finesse. Ad libitum vem do latim e significa «à vontade», o que representa bem esse vinho de cor rubi com boa expressão de fruta, belo volume e gostoso de beber.
    R$158,00

    Sem estoque

  11. Les Galuches, 2019

    Belo Chinon, com boa fruta e frescor, com uma elegância incomum para um Cabernet Franc, muito bem trabalhado em agricultura biodinâmica. Um vinho com um nariz cheio de notas de frutas e minerais é salivante e fresco, com um leve toque tostado, na boca é redondo e profundo, com um final gourmet. Redescubra Chinon em uma de suas melhores safras!
    R$165,00
  12. Clos de la Févrie, 2018

    Uma busca perfeita pela qualidade! Assim se define esse 100% melon de bourgogne de vinhas velhas da região de Maison-sur-Sèvre, vilarejo de origem de Vicent Caillé. Com notas de mel, de pêras e frutas cítricas maduras, possui uma mineralidade e acidez muito bem integradas. O Clos de la Févrie é um muscadet expressivo e muito sedutor!
    R$174,00
  13. Les Petites Roches, 2016

    O Domaine Charles Joguet tem um passado único. Composto por muitas parcelas que foram vítimas de filoxera ao longo dos séculos, a área é gerida há muito tempo na policultura. Vinho com aromas de frutas vermelhas maduras, especiarias, violeta, ervas e grama. Fresco, com taninos suaves e redondos e bela mineralidade. Envelhecimento prolongado em barris de 1 a 3 anos de uso, por 12 a 15 meses.
    R$185,00
  14. Bel Air, 2018

    O Domaine La Grange Tiphaine foi criado no final do século 19 por Alfonse Delecheneau, seguido por três gerações: Adrien, Jackie e agora, Damien. Coralie, esposa de Damien, agora se juntou à família como parceira totalmente ativa na vida e no trabalho de vinhedo de 10 hectares. Bel Air é um vinho elegante, fresco com boa acidez, aromas de pêra e flor da primavera. Em boca traz sabores de fruta madura (como pêra). Um conjunto gourmet e equilibrado.
    R$190,00
  15. Clef de Sol Rouge, 2014

    Vermelho-cereja, a cor do Clef de Sol Rouge 2014 do Domaine de La Grange Tiphaine é brilhante, com tons violáceos. Que harmonia no nariz! As notas de especiarias doces misturam-se delicadamente com as de frutas, como mirtilo, groselha e amora. Após algum tempo em taça, aparecem notas de defumado e tostado. Na boca o Clef de Sol é um vinho incisivo e intenso. Os taninos estão bem e completamente integrados. O final de boca é uma explosão de notas de especiarias, seus sabores permanecem longos na boca para o nosso grande prazer. Um vinho raro!

    R$217,00
  16. Nouveau Nez, 2018

    O Domaine La Grange Tiphaine foi criado no final do século 19 por Alfonse Delecheneau, seguido por três gerações: Adrien, Jackie e agora, Damien. Coralie, esposa de Damien, agora se juntou à família como parceira totalmente ativa na vida e no trabalho de vinhedo de 10 hectares. Esse«pét' nat'» ou pétillant naturel é um retorno às origens para criar um vinho, sem artifícios somente a expressão da fruta.
    R$220,00
  17. Bécarre, 2018

    A família La Grange Tiphaine traz nesse Cabernet Franc de Touraine em solo de silex um vinho que oferece aromas distantes do vegetal e nos surpreende com sua delicadeza, generosidade e muita fruta! Um cabernet franc de sede!
    R$236,00
  18. Terre de Gabbro, 2017

    Esta cuvée é fruto da associação entre Christelle Guibert e Vincent Caillé. O objetivo de Vincent é produzir uvas de qualidade excepcional com o mínimo de intervenção: “Quanto mais nós trabalhamos nos vinhedos, menos é necessário intervir durante a vinificação, que acaba por se fazer sozinha". Neste vinho destaca-se sua ótima mineralidade, com uma textura elegante, que contém a vivacidade e muita delicadeza. Um Muscadet de textura e complexidade incomuns. Destacado como "Coup de cœur " pelo Guia dos melhores vinhos da França 2019. (Le Guide des Meilleurs Vins de France)
    R$241,00
  19. Clef de Sol Blanc, 2018

    Brilhante, com sua cor amarela de tons dourados, o Clef de Sol Blanc do Domaine La Grange Tiphaine revela um nariz cheio de vitalidade.Para eles, Montlouis-sur-Loire é um grande terroir e a chenin blanc amplia-o perfeitamente. Clef de Sol Blanc soa como uma homenagem a esta dupla capaz de nos levar à pureza do mineral. Um vinho vibrante que pode ser degustado em sua juventude e também com algum tempo de guarda!
    R$261,00
  20. Clos de La Roche, 2015

    De uma cor púrpura com notas de couro e taninos elegantes, a Cabernet Franc no seu melhor! Denso e rico, segue perfeitamente a linha que se espera de um grande Chinon de guarda. Wilfrid Rousse nos traz aqui com o Clos de la Roche um vinho rico, com agradável presença de frutas, na boca é macio, com grande elegância e harmonia com taninos presentes, mas redondos. Uma bela expressão de Chinon!
    R$274,00
  21. Sancerre Blanc Skeveldra, 2015

    Os vinhos de Sébastien não são comparáveis ao sabor padronizado de sauvignon blanc. O Sancerre "Skeveldra", é um vinho de alma dupla: o francês da região do Loire, onde nascem as uvas, e o lituano, a nacionalidade da esposa de Sébastien. O nome "Skeveldra" significa rocha, uma característica que denota a conformação das terras calcárias brancas da região.
    R$295,00

    Sem estoque

  22. Les Charmes, 2016

    O Domaine Charles Joguet tem um passado único. Composto por muitas parcelas que foram vítimas de filoxera ao longo dos séculos, a área é gerida há muito tempo na policultura. Vinho com notas de frutas vermelhas, amêndoas e especiarias e que no paladar é caracterizada por seu equilíbrio e taninos maduros, com notas apimentadas e belo frescor.
    R$306,00
  23. Les Epinays, 2017

    A família La Grange Tiphaine faz todos os esforços para realizar um trabalho meticuloso na vinha a cada safra, pois consideram essa a única maneira de obter uvas capazes de revelar verdadeiramente o terroir. A propriedade é cultivada de maneira biodinâmica certificada DEMETER e ECOCERT Um vinho vibrante e gastronômico, sem sulfitagem e que tem envelhecimento de 18 meses em barricas grandes.
    R$350,00