Brise Cailloux Blanc, 2019

Tipo: Vinho branco leve
Uvas: 50% Viognier, 50% Roussanne

Descubra esse vinho
Aqui estamos longe dos Rhônes pesados e opulentos. Temos um vinho branco direto, fresco e de alta digestibilidade!

Saiba o que você vai beber

De cor amarelo dourado e nariz marcado por notas de frutas amarelas de caroço, marmelo e ameixa. Em boca a tensão e a mineralidade são desconcertantes, porém perfeitamente equilibradas por uma linda untuosidade que o torna um vinho para acompanhar uma gastronomia fina e saborosa.


A produção desse vinho é biodinâmica e natural

Uvas provenientes de vinhas plantadas em 2000 em solos de Gore (granito degradado) a uma altitude de 320m, com exposição Nordeste (o que traz muito frescor ao vinho). Colheita manual, vinificação natural sem colagem nem filtragem. Apenas uma micro dose de SO2 antes do engarrafamento.

Saiba tudo sobre Brise Cailloux Blanc, 2019

Tipo Vinho branco - seleção de la Croix vinhos franceses
Tipo
Vinho branco leve
Região Rhône (AOC Côtes du Rhône Blanc) - seleção de la Croix vinhos franceses
Região
Rhône (AOC Côtes du Rhône Blanc)
Uvas 50% Viognier, 50% Roussanne - seleção de la Croix vinhos franceses
Uvas
50% Viognier, 50% Roussanne
Safra 2019 - seleção de la Croix vinhos franceses
Safra
2019
Tamanho 750 ml - seleção de la Croix vinhos franceses
Tamanho
750 ml
Graduação alcoólica 13° - seleção de la Croix vinhos franceses
Graduação alcoólica
13°
Produção Biodinâmica e natural - seleção de la Croix vinhos franceses
Produção
Biodinâmica e natural
Harmonização Carpaccio de vieiras ao zeste de limão ou lagostas grelhadas - seleção de la Croix vinhos franceses
Harmonização
Carpaccio de vieiras ao zeste de limão ou lagostas grelhadas
Serviço Melhor servir entre 8 e 9 graus. - seleção de la Croix vinhos franceses
Serviço
Melhor servir entre 8 e 9 graus.
Tempo de guarda Pronto para beber. - seleção de la Croix vinhos franceses
Tempo de guarda
Pronto para beber.

Conheça o produtor Domaine du Coulet

De acordo com Matthieu Barret, a planta é mais feliz em um ambiente selvagem do que em um deserto composto apenas de vinhas. Essa diversidade traz uma identidade distinta para suas uvas; quando o bioma da vinha é tratado com respeito, diz ele, esse equilíbrio é mais fácil de manter. O desejo de revelar vinhos com identidade é a espinha dorsal de tudo o que produz.


Matthieu Barret nasceu em Aix-en-Provence em 1975 e estudou viticultura em Beaune. Ele é da 7ª geração de vinificultu...
Você gostaria de conhecer mais o Domaine du Coulet, clique aqui.
Conheça outros vinhos do Domaine du Coulet, clique aqui.


Conheça a região Rhône

A ligação da região do Rhône com o vinho começa com os gregos, nos tempos antigos, quando na ocasião eles ocuparam a área e trouxeram mudas de uvas viníferas. Mais tarde, os romanos desenvolveram o comércio dos vinhos na região, desenvolvendo uma das primeiras estradas antes mesmo que a região se tornasse propriedade dos papas.

Esta charmosa região está localizada entre as cidades de Lyon e Avignon e apresenta duas facetas em relação à produção de vinhos. No norte predominam os vinho...
Você gostaria de conhecer mais a região Rhône, clique aqui.
Conheça outros vinhos da região Rhône, clique aqui.

Buscar