Fale conosco e tire todas suas duvidas

Fale conosco no Whatsapp

Regiões

Bourgogne
Bourgogne
Trata-se de uma terra de paradoxos: utiliza somente duas uvas na composição de seus vinhos, Pinot Noir para os tintos e Chardonnay para os brancos. Ainda assim, produz vinhos de extrema complexidade aromática e muito distintos entre si. Formado pela junção de duas placas tectônicas, em tempos remotos, originou-se o solo recortado de Bourgogne, como se elementos das duas placas tivessem formado um grande quebra-cabeça. Por este motivo cada pequena fração de terra da Bourgogne pode ser tão diferente da fração ao lado.
Regi�o
Regi�o

A complexidade do solo da Bourgogne é tamanha, que na Idade Média os monges produtores dos vinhos da região chegavam a provar o solo a fim de identificar as características de cada parcela. Em nenhum outro lugar a alquimia entre uva, terroir e trabalho do homem se unem de forma tão sutil para expressar, com nuances tão diferentes, vinhos cheios de emoção e que podem ter características tão diferentes como delicadeza e sensualidade.

  1. Macon Rouge, 2016

    Clotilde Davenne chegou à região de Chablis em 1989 e desde 2005 explora um domaine de apenas 13 hectares onde produz vinhos de maneira biodinâmica, trabalhando com uma variedade de vinhas de idades e castas diferentes. Este Macon com aromas de frutas maduras como cerejas negras tem boca estruturada com toques de morangos selvagens e framboesas. Uma delícia!
    R$114,00
  2. Bourgogne Blanc Frissons, 2018

    "Frissons" em francês significa emoção! E assim foi a origem do nome na safra de 2016, primeiro veio o frio da primavera que destruiu uma grande parte das vinhas, então veio o calor onde as "chardonnays" sobreviventes deram origem ao "Frissons" nas mãos hábeis de Cyril Gautheron. Um vinho tão gostoso fez com que Gautheron mantivesse a cuvée por todos os anos! Um belo vinho com ótima complexidade, bom corpo, fresco e com boa acidez!
    R$118,00
  3. Bourgogne Rouge, 2016

    Um sedutor Borgonha tinto, o Clotilde Davenne Bourgogne Rouge tem bela coloração rubi, notas de frutas levemente apimentadas, com um pequeno traço de grapefruit que lembra nos lembra de um Ruchottes-Chambertin. Este vinho tem uma incrível mineralidade. É feito à partir de vinhas de mais de 50 anos, na parcela de Les Rosiers, que fica voltada para o Sul, paralela a Irancy. É um raro e fascinante vinho!
    R$142,00

    Sem estoque

  4. Saint-Bris, 2017

    Frutado, elegante e fresco, com notas de frutas cítricas, frutas exóticas e ao mesmo tempo com elegante mineralidade. Esse sauvignon blanc de Saint Bris possui uma fantástica amplitude na boca. Um vinho verdadeiramente gourmet!
    R$147,00

    Sem estoque

  5. Chablis, 2018

    Este é um Chablis muito tradicional, com aromas florais, frutados de pêssego, damasco e limão, além de muito mineral. É resultado de uma excelente produção familiar de 7 gerações, que passa de pai para filho e hoje são elaborados por Alain e Cyril Gautheron. Esse Chablis preserva o frescor e os sabores minerais da uva Chardonnay!
    R$158,00

    Sem estoque

  6. Bourgogne Aligoté en fûts, 2017

    Estes vinicultores são únicos em seu tipo. Eles criaram a primeira e única casa de comércio de vinhos natural "alta costura"! Vinho com aromas cítricos de limão siciliano e notas elegantes de mel. Em boca uma untuosidade suave, com boa persistência e cheio de sabores!
    R$180,00
  7. Irancy, 2015

    Os vinhos de Irancy estão entre os mais antigos vinhos da Borgonha. Os monges já os produziam desde o século XI e muitos os consideram como a estrela entre os vinhos tintos da região Yonne. Este vinho possui os aromas naturais da pinot noir, a fruta vermelha é muito presente, principalmente a cereja e a César traz um toque de terroir e toda a sua mineralidade. Grande complexidade, boa acidez e equilíbrio, com notas de defumado e especiarias! É um vinho extremamente amplo na boca e muito gourmet!
    R$189,00
  8. Bourgogne Aligoté Comte Armand, 2016

    Domaine de Comté Armand é um dos melhores produtores da Bourgogne, certamente da Cote de Beaune. Seus vinhos de Pinot Noir da região de Pommard são os mais firmes, longevos e estruturados da França, mas aqui neste aligoté, o Domaine buscou a fruta, a mineralidade e o frescor totalmente equilibrados. Um vinho único e delicioso!
    R$195,00
  9. Saint Bris Vieilles Vignes, 2015

    Dentre seus vinhos ela admite uma fraqueza por seu Saint Bris, o único Borgonha feito de sauvignon blanc. "Em Saint Bris tenho quatro parcelas de vinhas antigas, uma delas centenária, com rendimentos minúsculos. Estou muito ligada à ela, que me exige uma atenção especial e produz uvas com sabores extraordinários. Um vinho muito bem estruturado, complexo, harmonioso, poderoso e salivante. Por trás de um nariz mineral e fresco, aparecem as notas cítricas (toranja, laranja) e de pêssegos, sublinhada por um delicioso toque de mineralidade.
    R$195,00
  10. Haute Côtes de Beaune Blanc, 2017

    Produtor há quase 40 anos na região Jean-Claude Rateau possui 10 hectares, onde cultiva suas uvas, que estão localizados na Côte de Beaune. Desde que iniciou sua produção, ele segue as diretrizes de cultivo biodinâmico, o que o torna o primeiro na região da Bourgogne a fazê-lo. Este Haute Côtes de Beaune Blanc tem aromas frescos de flores, limão, amêndoas, pêra e maçã verde, na boca tem uma boa acidez, paladar intenso e muito mineral.
    R$198,00
  11. Cuvée Gravel, 2016

    Claude Maréchal é um talentoso produtor que após ter se tornado amigo de Henri Jayer (um dos últimos gênios do vinho, adorado pelos amantes de Borgonha), seguiu os passos de seu mentor. A cuvée Gravel é situada em Pommard et Bligny-les-Beaune,é composta de 100% de Pinot Noir, com uma cor rubi linda e um nariz delicada que revela notas de cereja e de especiarias.
    R$245,00

    Sem estoque

  12. Côte de Nuits Villages Les Plantes Aux Bois, 2017

    Com a paixão de Antoine Lienhardt pela natureza, gastronomia e vinho, a oportunidade de se tornar enólogo foi um sonho tornado realidade. Ele trabalha na vinha como um ambientalista que é cuidadoso e atento para preservar o solo, os recursos hídricos, a vida biológica de suas videiras e o ecossistema circundante. Este vinho tem uma bela cor rubi, com notas frutadas acompanhadas por uma bela fumaça dos 12 meses de envelhecimento em barricas. A boca oferece um ataque firme, desenvolvendo um corpo frutado e amplo. Os taninos são bem marcados, porém deixando espaço para um magnífico final picante.
    R$246,00

    Sem estoque

  13. Chorey Les Beaune, 2015

    Esse Chorey Les Beaune é produzido num pequeno pedaço de terra de apenas 0,8 hectares. Ele tem uma cor violeta brilhante, aromas profundos, maduros com nuances de violeta, especiarias e sous-bois. Corpo médio, fluído, elegante, aveludado e com bom frescor. Possui um leve toque de cravo e longa persistência.
    R$285,00
  14. Savigny Les Beaune Vieilles Vignes, 2015

    Claude Maréchal é um talentoso produtor que após ter se tornado amigo de Henri Jayer (um dos últimos gênios do vinho, adorado pelos amantes de Borgonha), seguiu os passos de seu mentor. Produzido num pedaço de terra de apenas 1,6 hectares, esse vinho tem uma cor maravilhosa, aromas elegantes de framboesa, cereja, aroma de couro e taninos aveludados.
    R$295,00

    Sem estoque

  15. Beaune 1er Cru Les Reversées, 2014

    O pequeno vinhedo Les Reversées (apenas 3,5 hectares), dos quais apenas 1 hectare é cultivado por J.C. Rateau, faz parte da elite dos vinhos de Beaune, Premier Cru de Borgonha. Cor rubi intensa, multiplicidade de aromas de frutas vermelhas e café. Taninos aveludados, persistência longa e agradável.
    R$338,00

    Sem estoque

  16. Auxey Duresses 1er Cru, 2017

    O Domaine Comte Armand em Pommard é de propriedade da mesma família desde o século XVIII, o que é extremamente raro na Borgonha. Na apelação de Auxey-Duresses temos um vinho harmonioso entre solos de dois terroirs formando um resultado perfeito em nariz e boca!
    R$416,00

    Sem estoque

  17. Volnay, 2017

    O Domaine Comte Armand em Pommard é de propriedade da mesma família desde o século XVIII, o que é extremamente raro na Borgonha. Os Volnays ficam em dois lugares ditos distintos, o Grands Champs e o Famines. Esse Volnay, 2012 é muito elegante e bem equilibrado no nariz, com aromas de frutas maduras frescas, flores de violeta, e especiarias.. Na boca, é gracioso, suave, leve e frutado. Um vinho incrivelmente delicado, fino e de guarda!
    R$551,00

    Sem estoque

  18. Pommard 1er Cru Clos des Epeneaux Monopole, 2011

    O Domaine Comte Armand em Pommard é de propriedade da mesma família desde o século XVIII, o que é extremamente raro na Borgonha. Aromas elegantes de violetas, rosas e cerejas, na boca os taninos são presentes mas muito elegantes, grande mineralidade, esse vinho tem um equilibrio magistral e uma grande persistência. Volume e profundidade fora do comum, um borgonha antológico que pode facilmente envelhecer mais de 50 anos.
    R$850,00
  19. Pommard 1er Cru Clos des Epeneaux, 2012 (Magnum)

    O Domaine Comte Armand em Pommard é de propriedade da mesma família desde o século XVIII, o que é extremamente raro na Borgonha. Aromas elegantes de violetas, rosas e cerejas, na boca os taninos são presentes mas muito elegantes, grande mineralidade, esse vinho tem um equilibrio magistral e uma grande persistência. Volume e profundidade fora do comum, um borgonha antológico que pode facilmente envelhecer mais de 50 anos.
    R$1.775,00

    Sem estoque