Fale conosco e tire todas suas duvidas

Fale conosco no Whatsapp

Regiões

Bourgogne
Bourgogne
Trata-se de uma terra de paradoxos: utiliza somente duas uvas na composição de seus vinhos, Pinot Noir para os tintos e Chardonnay para os brancos. Ainda assim, produz vinhos de extrema complexidade aromática e muito distintos entre si. Formado pela junção de duas placas tectônicas, em tempos remotos, originou-se o solo recortado de Bourgogne, como se elementos das duas placas tivessem formado um grande quebra-cabeça. Por este motivo cada pequena fração de terra da Bourgogne pode ser tão diferente da fração ao lado.
Regi�o
Regi�o

A complexidade do solo da Bourgogne é tamanha, que na Idade Média os monges produtores dos vinhos da região chegavam a provar o solo a fim de identificar as características de cada parcela. Em nenhum outro lugar a alquimia entre uva, terroir e trabalho do homem se unem de forma tão sutil para expressar, com nuances tão diferentes, vinhos cheios de emoção e que podem ter características tão diferentes como delicadeza e sensualidade.

  1. Macon Rouge, 2016

    Clotilde Davenne chegou à região de Chablis em 1989 e desde 2005 explora um domaine de apenas 13 hectares onde produz vinhos de maneira biodinâmica, trabalhando com uma variedade de vinhas de idades e castas diferentes. Este Macon com aromas de frutas maduras como cerejas negras tem boca estruturada com toques de morangos selvagens e framboesas. Uma delícia!
    R$142,00
  2. Bourgogne Blanc Frissons, 2018

    "Frissons" em francês significa emoção! E assim foi a origem do nome na safra de 2016, primeiro veio o frio da primavera que destruiu uma grande parte das vinhas, então veio o calor onde as "chardonnays" sobreviventes deram origem ao "Frissons" nas mãos hábeis de Cyril Gautheron. Um vinho tão gostoso fez com que Gautheron mantivesse a cuvée por todos os anos! Um belo vinho com ótima complexidade, bom corpo, fresco e com boa acidez!
    R$148,00
  3. Chablis, 2018

    Este é um Chablis muito tradicional, com aromas florais, frutados de pêssego, damasco e limão, além de muito mineral. É resultado de uma excelente produção familiar de 7 gerações, que passa de pai para filho e hoje são elaborados por Alain e Cyril Gautheron. Esse Chablis preserva o frescor e os sabores minerais da uva Chardonnay!
    R$195,00
  4. Saint Bris Vieilles Vignes, 2015

    Dentre seus vinhos ela admite uma fraqueza por seu Saint Bris, o único Borgonha feito de sauvignon blanc. "Em Saint Bris tenho quatro parcelas de vinhas antigas, uma delas centenária, com rendimentos minúsculos. Estou muito ligada à ela, que me exige uma atenção especial e produz uvas com sabores extraordinários. Um vinho muito bem estruturado, complexo, harmonioso, poderoso e salivante. Por trás de um nariz mineral e fresco, aparecem as notas cítricas (toranja, laranja) e de pêssegos, sublinhada por um delicioso toque de mineralidade.
    R$195,00
  5. Haute Côtes de Beaune Blanc, 2017

    Produtor há quase 40 anos na região Jean-Claude Rateau possui 10 hectares, onde cultiva suas uvas, que estão localizados na Côte de Beaune. Desde que iniciou sua produção, ele segue as diretrizes de cultivo biodinâmico, o que o torna o primeiro na região da Bourgogne a fazê-lo. Este Haute Côtes de Beaune Blanc tem aromas frescos de flores, limão, amêndoas, pêra e maçã verde, na boca tem uma boa acidez, paladar intenso e muito mineral.
    R$198,00
  6. Irancy, 2015

    Os vinhos de Irancy estão entre os mais antigos vinhos da Borgonha. Os monges já os produziam desde o século XI e muitos os consideram como a estrela entre os vinhos tintos da região Yonne. Este vinho possui os aromas naturais da pinot noir, a fruta vermelha é muito presente, principalmente a cereja e a César traz um toque de terroir e toda a sua mineralidade. Grande complexidade, boa acidez e equilíbrio, com notas de defumado e especiarias! É um vinho extremamente amplo na boca e muito gourmet!
    R$235,00
  7. Bourgogne Aligoté Comte Armand, 2017

    Domaine de Comté Armand é um dos melhores produtores da Bourgogne, certamente da Cote de Beaune. Seus vinhos de Pinot Noir da região de Pommard são os mais firmes, longevos e estruturados da França, mas aqui neste aligoté, o Domaine buscou a fruta, a mineralidade e o frescor totalmente equilibrados. Um vinho único e delicioso!
    R$261,00
  8. Pommard 1er Cru Clos des Epeneaux Monopole, 2011

    O Domaine Comte Armand em Pommard é de propriedade da mesma família desde o século XVIII, o que é extremamente raro na Borgonha. Aromas elegantes de violetas, rosas e cerejas, na boca os taninos são presentes mas muito elegantes, grande mineralidade, esse vinho tem um equilibrio magistral e uma grande persistência. Volume e profundidade fora do comum, um borgonha antológico que pode facilmente envelhecer mais de 50 anos.
    R$1.139,00